O que causa dor aguda na vagina e como tratá-la?

Uma dor aguda na região vaginal é um problema comum em mulheres de todas as idades. Algumas mulheres podem sentir dor aguda na vagina após uma relação sexual agressiva. Para outros, pode ser devido a uma condição subjacente.

Dor na região da vulva seguida de sexo intenso é bastante comum. No entanto, pode haver muitos outros motivos pelos quais você sente dor na vagina.

Dor vaginal aguda, às vezes conhecida como vulvodínia, pode ser uma condição incômoda. Pode afetar suas atividades diárias, como trabalho e exercícios, e diminuir seu desejo sexual.

Vamos ver as causas comuns, os remédios caseiros, as dicas de autocuidado e de prevenção para dores vaginais agudas.


Tipos de dor aguda na vagina

Dependendo da região de irritação e intensidade, uma dor aguda na vagina pode ser categorizada como a seguir:

1. Dor Generalizada

Você pode sentir dor generalizada em diferentes pontos da vagina e em momentos diferentes. Não é acionado pelo toque, mas a estimulação pode aumentar a intensidade da dor. Você pode sentir essa dor constante ou esporadicamente.

2. Síndrome de Vestibulite Vulvar

É uma dor aguda na vulva, a região da abertura da vagina. Nesse tipo de dor, você sente sensações de queimação e corte.

Em alguns casos, a interação física, como toque e relação sexual, pode desencadear essa dor. Segundo relatos, 10-15% das mulheres que procuram ajuda ginecológica sofrem de síndrome de vestibulite vulvar.

Leitura relacionada:  O que causa manchas após o período?


O que causa dor aguda na vagina?

A dor aguda na vagina às vezes pode ser insuportável e você deve saber as causas subjacentes. Aqui estão algumas das principais causas da dor vaginal aguda:

1. Herpes

Encontrou uma protuberância em sua área genital? Dói muito? Se sim, é provável que você tenha herpes. Herpes é uma doença sexualmente transmissível (DST) que causa bolhas dolorosas na área genital.

Consulte Mais informação  Como tratar o eczema com mel: tipo de mel a ser usado, como funciona e muito mais

Você deve consultar seu obstetra se notar bolhas dolorosas na área vaginal. Não há cura permanente para o herpes. Porém, seu médico pode ajudá-lo a controlar a frequência dos surtos e a reduzir a dor.

2. Infecções de fermento

A infecção por fungos ocorre quando você sente secura e coceira na área genital. Os sintomas de uma infecção por fungos costumam ser confundidos com dor. Esta condição não é dolorosa em geral.

Três em cada quatro mulheres apresentam infecção por fungos uma vez na vida. Pode ser facilmente tratado com cremes antifúngicos.

Se esta for a primeira vez que você está tendo infecção por fungos, você deve entrar em contato com o seu ginecologista. Ele fará um exame pélvico e prescreverá medicamentos de acordo.

Leitura relacionada:  O que causa cólicas, mas sem menstruação?

3. Secura Vaginal

A secura na região vaginal pode ser muito desconfortável e pode causar dor ao sexo. Não apenas as mulheres com problemas pós-menstruais, mas as jovens também sentem secura lá embaixo.

Os hormônios estrogênicos são responsáveis ​​pela lubrificação da vagina. As pílulas anticoncepcionais com baixo teor de estrogênio perturbam o funcionamento natural da vagina.

O estrogênio funciona como um hidratante natural. As pílulas anticoncepcionais afetam a produção de estrogênio, o que reduz a lubrificação. Então, se você sente que não fica ‘molhado’ como antes, é hora de você consultar o seu médico.

A secura vaginal pode ser facilmente tratada com estrogênio tópico ou pílulas anticoncepcionais com alto teor de estrogênio mediante receita médica.

4. Seu pênis

É essencial examinar a anatomia de sua parceira quando você sentir uma dor vaginal aguda. Pergunte a si mesmo se é uma dor na vagina ou se é uma dor que você sente durante a penetração.

Esses são dois cenários muito diferentes. Às vezes, é o tamanho do seu parceiro que pode ser muito doloroso de absorver. O tamanho grande pode causar desconforto durante a penetração.

Às vezes, ele pode estar sofrendo de alguma infecção que foi contraída por você durante a relação sexual. Portanto, verifique a anatomia do seu parceiro e teste-o quando não conseguir encontrar as razões da dor.

5. Endometriose ou doença inflamatória pélvica

A endometriose é uma doença em que os tecidos do revestimento do útero crescem em outros pontos. A dor causada pela endometriose é acompanhada por sintomas como dor abdominal, que a maioria das mulheres confunde com dor vaginal.

A doença inflamatória pélvica é outra infecção que afeta os órgãos reprodutivos femininos. Você pode experimentar um fluxo intenso durante os períodos em ambas as condições acima.

Seu médico pode prescrever analgésicos e terapia hormonal para tratar endometriose ou doença inflamatória pélvica.

Consulte Mais informação  Cisto no lóbulo da orelha: causas e tratamento doméstico para cisto do lóbulo da orelha

6. Vulvodínia

A vulvodínia afeta 9% das mulheres uma vez na vida. A dor pode ser causada por toque ou penetração. Às vezes, você pode sentir uma dor constante sem nenhum contato físico.

A vulvodínia pode ser tratada com analgésicos e medicamentos usuais. Geralmente dura de 2 a 3 dias e desaparece, mas se a dor durar mais, você deve consultar um médico.

Sintomas de Vulvodínia

Além da dor aguda na vagina, a vulvodínia pode ser acompanhada pelos seguintes sintomas:

  • Ferroada
  • Sensação de queimadura
  • Relação sexual dolorosa
  • Coceira
  • Uma sensação de corte acentuado na abertura vaginal e na área dos lábios vaginais
  • Irritação na superfície da pele

Você pode sentir esses sintomas regularmente ou em diferentes períodos de tempo. Junto com a dor, diferentes sintomas podem aparecer em momentos diferentes.

Atividades como tocar, ter relações sexuais ou mesmo inserir um tampão, podem aumentar a intensidade da dor aguda na vagina. Essa dor pode ser específica de uma área ou pode ser sentida em toda a região da vulva.

Algumas atividades diárias, como sentar e andar de bicicleta, ou até mesmo um esporte como um passeio a cavalo, podem aumentar a intensidade desses sintomas.

Fatos sobre Vulvodynia

  • Refere-se à dor na região da vulva
  • Não há uma causa específica para essa dor
  • Não está relacionado a doenças sexualmente transmissíveis (DSTs)
  • Dor ardente, latejante e dolorida são os sintomas comuns
  • Também pode ocorrer coceira vaginal
  • Não está relacionado ao câncer ou qualquer outra doença grave

Algumas outras causas possíveis de dor vaginal aguda incluem:

  • Lesões nervosas
  • Espasmos musculares
  • Uma história de abuso sexual
  • Relação sexual agressiva
  • Infecção ou trauma
  • Fatores genéticos
  • Mudanças hormonais
  • Cirurgias genitais

Medicamentos e tratamentos para dor aguda na vagina

Pode haver muitas maneiras de tratar a dor vaginal aguda. Alguns tratamentos para a dor vaginal podem ser os seguintes:

1. Medicamentos

Se a dor se tornar insuportável e durar muito tempo, é melhor consultar um médico e fazer um tratamento com analgésicos. Alguns outros medicamentos podem incluir:

  • Antibióticos
  • Antidepressivos tricíclicos
  • Anticonvulsivantes

2. Cirurgia

A cirurgia é realizada para remover os tecidos que causam dor na região vaginal. Não vai demorar muito e alivia a dor imediatamente.

3. Anestésicos locais

Se a dor vaginal aguda está impedindo você de ter uma atividade sexual prazerosa, é aconselhável tomar anestésicos locais. A melhor maneira de usá-lo é mergulhar um cotonete na pomada e colocá-lo na abertura da vagina.

Aplique o creme antes de 30 minutos do início da relação sexual. Observe que seu parceiro pode sentir dormência após a relação sexual por um curto período.

4. Injeções

As injecções são administradas quando o seu corpo não responde a nenhuma outra forma de tratamento. As injeções anestesiam o nervo pudendo, que está diretamente conectado à região pélvica.

Consulte Mais informação  O que é uma bexiga hiperativa? Causas, sintomas e tratamento

Os nervos são os sistemas sensoriais primários que sentem a dor. As injeções deixam você com muito pouca ou nenhuma sensação de dor. Em casos graves de doença, os nervos são ablacionados.

5. Biofeedback e relaxamento

Músculos tensos também podem causar dor. A contração rítmica e o relaxamento dos músculos podem ajudar a reduzir a dor e aliviar o desconforto.


Remédios caseiros para dor aguda na vagina

A dor vaginal pode ser melhor tratada com remédios caseiros e autocuidados. Na maioria das vezes, esses remédios caseiros fazem maravilhas e o aliviam da dor. Alguns dos remédios caseiros mais eficazes incluem:

1. Usando papel higiênico macio e sem cheiro

O cheiro do papel higiênico é um perfume químico. Às vezes, sua pele pode ser muito suscetível a essas fragrâncias e pode reagir de maneiras desfavoráveis. Use papel higiênico macio e sem cheiro para evitar dor e irritação.

2. Usando cuecas macias de algodão puro

O material das cuecas é o principal motivo de infecções e desconforto. Opte sempre por calcinhas de algodão macio para evitar infecções.

3. Usando sabonetes suaves

Ao comprar seus sabonetes e sabonetes, sempre verifique o nível de pH. Use sabonete de baixo pH para lavar a área da vulva. Soluções de baixo pH são melhores para manter sua vagina saudável e reduzir as chances de dores agudas na vagina.

4. Bolsas de gelo

As bolsas de gelo podem ajudar a diminuir as inflamações causadas por infecções. Para fazer uma bolsa de gelo, siga as etapas abaixo:

  • Pegue gelo e um pano macio e limpo
  • Enrole o gelo com o pano
  • Agora aplique na área afetada em intervalos regulares

Isso aliviará a inflamação e o ajudará a se livrar da dor.

5. Almofadas de aquecimento

As almofadas de aquecimento são uma excelente opção se você não quiser usar compressas de gelo. Pode ajudar a aliviar a dor causada por músculos tensos e nervos tensos.

Despeje um pouco de água fervente na bolsa de aquecimento e coloque-a sobre a área afetada por 10 minutos. Repita o processo até se sentir relaxado.

6. Lubrificante solúvel em água antes da relação sexual

A lubrificação antes da relação sexual pode ajudá-lo a ter relações sexuais prazerosas e não irritáveis. A secura é o principal motivo de muitas inflamações na região vaginal. A lubrificação adequada pode ajudar a evitar inflamação e a reviver dores agudas na vagina.

7. Limpeza da região de Vulva após a micção e a relação sexual

Lave a região da vulva regularmente após urinar e fazer sexo. Pode ajudá-lo a evitar o acúmulo de bactérias que causam infecções.

A dor vaginal aguda pode ser irritável e desconfortável. Seguir as dicas de autocuidado e os remédios caseiros acima pode ajudá-lo a evitar o aborrecimento.


  • Leave Comments