Dor de dente 101: causas e tratamento

A hipersensibilidade dentinária, ou sensibilidade dentária, é uma das queixas dentais mais comumente relatadas. Causa curtos períodos de dor aguda e aguda que emerge da área cervical do dente.

Estrutura de um dente

O núcleo central do dente é revestido de tecido conjuntivo mole, vasos sanguíneos e numerosas terminações nervosas, tornando-o altamente sensível até mesmo à mais leve forma de irritação ou inflamação.

Esse delicado núcleo é recoberto por duas camadas calcificadas, a saber, a dentina e o esmalte. A dentina contém numerosos canais microscópicos cheios de fluido chamados túbulos que servem como passagens para as terminações nervosas.

É envolto em uma casca mais dura de esmalte, que sofre muito desgaste com o tempo.

Se a capa protetora da polpa estiver danificada ou infectada, você provavelmente sentirá aumento da sensibilidade dentária e dor, o que pode causar dificuldades para comer, beber, falar e às vezes até respirar.

A sensibilidade dentária causa dor de dente?

Quando há perda de esmalte e tecido gengival sobrejacentes, os nervos da dentina ficam expostos a vários tipos de estímulos externos, como irritantes térmicos, gasosos, táteis, osmóticos e químicos. O resultado é dor de dente e sensibilidade.

Causas de dor de dente

Dor de dente normal geralmente resulta de:

  • Cárie dentária ou dente rachado
  • Infecção de dente
  • Cáries ou cáries dentárias
  • Raízes expostas
  • Desordem da articulação da mandíbula
  • Doença gengival
  • Enchimento solto
  • Tratamento odontológico negligente ou impróprio
  • Ter algo preso entre os dentes
  • Uso intenso do fio dental
  • Mordendo algo duro

As seguintes condições também podem causar dor de dente:  (1)

1. Dente impactado

Os dentes do siso são um conjunto específico de dentes que rangem, localizados na extremidade posterior da boca. Eles normalmente surgem em um estágio posterior da vida (17-25 anos).

Os dentes do siso precisam empurrar os dentes adultos existentes para ter espaço. Como resultado, eles podem não irromper completamente e permanecer parcialmente incorporados na gengiva, o que é conhecido como impactação dentária.

Um dente do siso impactado pode exercer muita pressão sobre os dentes circundantes, tecido gengival e osso da mandíbula, muitas vezes resultando em dor e inchaço.

2. Cárie dentária

Se o seu dente apodrecer até a polpa, que contém todas as terminações nervosas, é provável que você sinta dor persistente e sensibilidade dentária aumentada a estímulos quentes ou frios.

A condição pode piorar muito na ausência de tratamento e pode resultar na morte do tecido pulpar e na formação de abscesso.

3. Síndrome do dente rachado

Morder um objeto duro pode rachar / fraturar seu dente. Este tipo de lesão dentária pode causar dor intensa ao morder e pode tornar o dente hipersensível a temperaturas quentes e frias.

Consulte Mais informação  Branco cabeças no nariz: causas e como se livrar deles o mais rápido possível

4. Recessão do tecido gengival

As gengivas recuadas se afastam da base do dente, expondo os túbulos dentinários a irritantes externos. Esses canais microscópicos da camada dentinária conduzem às terminações nervosas da polpa dentária.

Devido à perda da cobertura gengival, os túbulos dentinários ficam expostos a estímulos externos. Isso faz com que o fluido nos túbulos dentinários se mova, aumentando a sensibilidade.

5. Abscesso periodontal / abscesso gengival

Uma infecção do tecido gengival pode levar à formação de um abscesso na linha gengival.

Esta é uma forma grave de doença periodontal que pode causar retração gengival e pode desencadear um leve grau de dor e sensibilidade no dente afetado e ao redor dele.

6. Bruxismo

Bruxismo se refere ao ranger, ranger ou apertar os dentes compulsivamente, que podem enfraquecer ou danificar sua estrutura dentária se não forem controlados. Essa condição costuma ser caracterizada por uma dor de dente incômoda.

LEIA TAMBÉM: Ranger de dentes (bruxismo): causas, sintomas e tratamento médico

7. Infecção sinusal

Uma  infecção nos seios da face  também pode causar dor no dente, que pode se estender até a mandíbula ao redor. Geralmente é acompanhada por dor de cabeça e congestão no peito .

8. Soquete seco

A remoção cirúrgica de um dente pode causar um alvéolo seco se o local da extração não cicatrizar adequadamente.

Idealmente, um coágulo deve se formar dentro de 3–5 dias após a extração para cobrir a ferida, ou então o osso alveolar e as terminações nervosas no alvéolo vazio permanecerão expostos a alimentos e outros irritantes externos. Isso pode causar muita dor.

9. Condições de saúde

Uma dor de dente também pode resultar de vários outros problemas de saúde subjacentes, que incluem:

  • Ataque cardíaco
  • Dor de cabeça em salvas
  • Infecções virais, como herpes zoster
  • Doenças sistêmicas como diabetes
  • Doenças relacionadas aos nervos, como neuralgia do trigêmeo
  • Consumo excessivo de álcool
  • Abuso de drogas, especialmente o uso excessivo de metanfetaminas
  • Ingestão insuficiente de vitaminas vitais, como vitamina B12
  • Gravidez

Sinais e sintomas de dor de dente

Uma dor de dente pode se manifestar de diferentes maneiras. A intensidade da dor e da sensibilidade tende a ser relativamente leve na recessão gengival ou erosão dentária em estágio inicial, mas pode ser bastante severa em uma fratura dentária, cárie ou perda de obturação dentária.

Aqui estão algumas das características mais comumente relatadas de uma dor de dente típica:

  • A dor no dente molar inferior geralmente parece ter origem na orelha.
  • O dente afetado torna-se hipersensível a alimentos ou bebidas particularmente quentes, frias, doces ou ácidas. Assim, a dor geralmente piora após comer ou beber.
  • Tocar o dente afetado pode agravar a dor.
  • Você pode sentir dor e desconforto na mandíbula, principalmente na área próxima ao dente afetado.
  • A dor pode piorar à noite, especialmente quando você está deitado.
  • A dor de dente pode ser sentida como uma dor aguda e penetrante ou uma dor profunda e maçante.
  • Seu dente pode doer de forma consistente ou ter crises esporádicas de dor que podem ocorrer brevemente e depois diminuir.
  • As dores de dente costumam ter um início súbito.
  • Pode ser difícil rastrear a origem da dor de dente, pois às vezes você não consegue especificar de onde ela vem, se na dentição superior ou inferior.
Consulte Mais informação  10 remédios caseiros para osteoporose (ossos frágeis)

Tratamento médico para dor de dente

Em alguns casos, a dor dentária pode ser resolvida com uma única terapia, enquanto outros podem exigir uma combinação de diferentes tratamentos.

O tratamento precoce é fundamental para minimizar a dor e os danos causados ​​pela cárie dentária. Portanto, se você notar o menor sinal de erosão, manchas ou cáries do esmalte, faça com que seus dentes sejam avaliados e tratados por um dentista profissional.

Procedimentos clínicos

Se a cárie ainda está em seu estágio inicial, algo tão simples como uma obturação dentária pode ser suficiente para desfazer o dano e prevenir o agravamento do quadro. O tratamento tardio, por outro lado, pode fazer com que a cárie se espalhe mais e mais profundamente.

Para tratar de cáries e danos extensos, seu dentista pode ter que recorrer a métodos de tratamento mais invasivos, como tratamento de canal, coroamento dentário ou mesmo extração dentária .

Remédios

Os antiinflamatórios não esteróides (AINEs) de venda livre, como ibuprofeno, naproxeno e paracetamol, reduzem a dor localizada e o inchaço ao redor do dente afetado.

Você pode tomar medicamentos orais ou aplicar géis analgésicos para aliviar o desconforto, mas consulte o seu médico antes de começar.

Nota: O  uso excessivo de AINEs pode ter consequências adversas em sua saúde geral e deve ser evitado. Além disso, esses analgésicos podem agravar os problemas do fígado. Se você tem doença hepática, não use AINEs, a menos que aconselhado por seu médico.

Diagnosticando uma dor de dente

A causa subjacente de uma dor de dente precisa ser determinada para que o dentista prescreva o tratamento apropriado.

Para isso, seu dentista irá:

  • Reveja seu histórico médico.
  • Informe-se sobre seus sintomas.
  • Faça um exame visual de seus dentes.
  • Solicite radiografias dentais para avaliar o estado interno dos tecidos, ossos e dentes afetados.

Fatores de risco

Os seguintes fatores podem torná-lo mais suscetível a dores de dente e outros problemas dentários:

1. Envelhecimento

Conforme a idade aumenta, a mineralização nos dentes aumenta, tornando os dentes frágeis e sujeitos a fraturas.

2. Diabetes

Níveis de glicose consistentemente elevados no sangue podem danificar as glândulas salivares e reduzir a produção de saliva.

A boca seca oferece condições favoráveis ​​para o supercrescimento bacteriano e o acúmulo de placa , estimulando assim o aumento da cárie dentária e doenças gengivais.

3. Doenças periodontais

Pessoas com doença periodontal preexistente são naturalmente propensas a dor de dente, inflamação gengival e até sangramento gengival.

Complicações de uma dor de dente

Existem algumas complicações associadas à dor de dente. Eles são amplamente dependentes da causa da dor.

Causa:  cárie dentária (mais comum)

Se a cárie dentária for a causa de sua dor de dente, podem surgir as seguintes complicações:

  • Perda de dente
  • Infecções na gengiva / mandíbula / cérebro
  • Apetite reduzido e conseqüente desnutrição seguida por perda de peso significativa em casos graves

Causa:  Abcesso ou alguma outra infecção

Infecção ou abscesso pode levar a:

  • Perda de dente
  • Infecção dentária (se não tratada)
  • Celulite  (quando a infecção do dente com abscesso se espalha para o tecido facial e causa inchaço no rosto)
  • Abcessos cerebrais (se a infecção se espalhar para o tecido cerebral)
  • Pneumonia
Consulte Mais informação  Terapia de luz para acne: funciona? Opções, custos e mais em casa

Quando ver um médico

Embora uma dor de dente geralmente possa ser tratada em casa, há momentos em que você precisa de ajuda profissional.

Consulte um médico se você tiver o seguinte:

  • Dor de dente insuportável
  • Uma dor de dente que persiste por mais de 2 dias.
  • Dor nos ouvidos ou ao abrir a boca
  • Febre
  • Sangramento, gengivas inchadas
  • Dente ferido
  • Dificuldade em engolir ou comer

Respostas de especialistas (Q&A)

Respondido pelo Dr. Wessam Atteya, BDS, FRACDS (Dentista) 

Uma dor de dente pode causar febre?

sim. Uma dor de dente pode causar febre quando associada a uma infecção.

Por que alimentos frios pioram a dor de dente?

Alimentos / bebidas frias agem como estímulos nocivos aos nervos (incluindo terminações nervosas nos dentes), causando:

1) Irritação nervosa direta (fazendo com que os fluidos dentro dos microcanais dentais se movam e desencadeiem dor)
2) Contração dos vasos sanguíneos próximos aos nervos (consequentemente, fazendo com que os nervos reajam, enviando impulsos de dor para o cérebro)

Que medidas preventivas podem ser tomadas para evitar uma dor de dente?

Certifique-se de ir regularmente ao dentista para detectar quaisquer problemas o quanto antes. Peça ao seu dentista para tirar um raio-X para detectar cáries ocultas. A medida mais importante é manter uma boa higiene / cuidados bucais (escovar e passar fio dental).

O uísque alivia a dor de dente?

Ocasionalmente, o uísque pode aliviar uma dor de dente devido ao seu efeito entorpecente parcial. No entanto, o uso de uísque para o alívio da dor de dente pode mascarar um grande problema dentário que precisa de atenção.

Qual é o método mais eficaz para tratar a sensibilidade dentária?

A maneira mais eficaz é consultar um dentista para identificar a fonte da sensibilidade e tratá-la. Muitos fatores podem contribuir para a sensibilidade dentária e precisam ser identificados.

É aconselhável aplicar óleo de cravo para aliviar uma dor de dente?

sim. Quando você não pode ver um dentista, este pode ser um bom remédio temporário. (2)

Quanto tempo leva para curar completamente uma dor de dente?

Varia muito de acordo com a causa da dor de dente e se ela foi tratada. Por exemplo, se a causa for inflamação do nervo, um tratamento de canal pode aliviar a dor imediatamente.

Palavra final

Ir ao dentista só quando o dente dói não adianta, porque aí já é muito tarde e já está feito muito dano.

Como resultado, um tratamento extensivo é necessário para resolver a dor. Como qualquer parte do corpo, é necessária manutenção constante para evitar danos a longo prazo.

  • Leave Comments