Laringe Fraturada

Table of Contents

Uma laringe fraturada ocorre quando um impacto direto causa uma interrupção na caixa vocal. Esta é uma lesão rara, mas potencialmente fatal.

Sintomas de uma laringe fraturada

Os sintomas fraturados da laringe podem incluir dor na garganta, principalmente ao engolir. O atleta pode ter uma voz rouca ou até perder a voz. Eles podem ter falta de ar ou tossir sangue espumoso. Pode haver inchaço na parte frontal da garganta, onde a cartilagem foi interrompida.

Causas

A laringe é mais conhecida como caixa de voz. Pode ser encontrada na parte da frente do pescoço, no topo da traquéia (ou traqueia).

Uma laringe fraturada ocorre após um impacto direto na parte frontal do pescoço. Isso é mais frequente em acidentes de trânsito. Às vezes, isso pode acontecer em equipamentos de ‘linha de lavagem’, onde o braço é levantado até o nível da garganta à medida que os oponentes passam.

As fraturas da laringe podem ser classificadas em 4 grupos:

  • O grupo 1 inclui lesões leves, com apenas sintomas respiratórios leves.
  • O grupo 2 é lesões moderadas, com um grau de comprometimento das vias aéreas e pequena ruptura da mucosa.
  • Os grupos 3 e 4 são as lesões mais graves com comprometimento grave das vias aéreas, edema maciço, exposição à cartilagem, lágrimas nas mucosas e imobilidade das cordas vocais. A diferença entre os grupos 3 e 4 está no tratamento.
  • As lesões do grupo 4 requerem um stent.

Tratamento

  • Se houver suspeita de uma fratura da laringe, procure atendimento médico o mais rápido possível.
  • Para pessoas com dificuldades respiratórias, ligue imediatamente para os serviços de emergência.
  • Radiografias podem ser solicitadas para descartar fraturas das vértebras cervicais.
  • Uma tomografia computadorizada é geralmente usada para confirmar o diagnóstico de uma ‘laringe fraturada’.
  • As lesões da classe 1 são tratadas com observação, repouso no leito com a cabeça elevada e ar umedecido. O descanso da voz e a falta de boca também podem ser recomendados a curto prazo.
  • As lesões da classe 2 são tratadas com uma traqueostomia para permitir a respiração se as vias aéreas forem afetadas e uma laringoscopia direta (câmera inserida na garganta para visualizar a laringe).
  • As lesões da classe 3 são tratadas com o descrito acima, além de reparo cirúrgico.
  • As lesões da classe 4 são as mesmas da classe 3, com a adição de um stent (um tubo que mantém a laringe e a traqueia abertas)
Consulte Mais informação  Benefícios da hidroterapia para atletas
  • Leave Comments