Como Cozinhar e Servir Taro

O taro, também chamado dasheen, eddo ou cocoyam, é sempre comido cozido. O taro pode ser cozido no vapor, fervido, frito, frito, assado e refogado. É frequentemente adicionado a ensopados e sopas, onde absorve sucos gordurosos e serve como espessante de nozes.

O taro é uma raiz vegetal rica em amido que tem um sabor doce de nozes – um sabor e uma textura que parecem uma combinação de castanhas e batatas.

O taro tem mais ou menos o tamanho de um inhame ou batata-doce e tem a cor e a textura interiores de um coco – daí o nome cocoyam.

Os rebentos de taro são comestíveis depois de escaldados. Folhas jovens de taro também podem ser cozidas e comidas como mostarda ou folhas de nabo.

Como escolher o Taro

  • Selecione raízes de taro que sejam firmes e pesadas para seu tamanho e sem manchas. A raiz de taro não deve ter mofo, manchas moles ou enrugamento e deve ser firme ao toque em ambas as extremidades.
  • O taro recém-escavado será rosado ou verde-esbranquiçado na extremidade do caule. Apenas o taro cortado deve ser suculento e cheirar a fresco.
  • Grandes raízes de taro podem ser fibrosas, secas e farinhentas quando cozidas, mas têm uma doçura de nozes.
  • O taro pequeno ou eddo terá um gosto insosso, mas será mais úmido do que o taro grande. Eddo é adequado para ferver e cozinhar a vapor.

Como Armazenar Taro

  • É melhor usar o taro o mais rápido possível porque ele tende a amolecer rapidamente.
  • Mantenha o taro em local fresco, escuro e bem ventilado, não na geladeira. 
  • As folhas de taro conservam-se vários dias no frigorífico. Guarde o taro em um saco plástico perfurado. Limpe-os com um pano úmido antes de refrigerar.

Como preparar Taro para cozinhar

  • Taro contém cristais de oxalato de cálcio logo abaixo de sua casca. Esta substância é pegajosa, amarga e irritante para a garganta e pele, a menos que seja neutralizada durante o cozimento. Use luvas ou óleo nas mãos ao preparar o taro.
  • Se você escaldar o taro em água fervente por 5 minutos, os cristais de oxalato de cálcio irão desaparecer. Mas, primeiro, você deve remover a casca ligeiramente peluda e espessa do taro com uma faca sob água corrente para evitar que fique pegajosa.
  • Para evitar a descoloração, coloque pedaços descascados e cortados de taro em água acidulada.
  • Esteja ciente de que quando o taro é cozido, ele mudará de um branco brilhante para um creme para um roxo acinzentado.
Consulte Mais informação  Como preparar ervilhas sem receita
Taro e batata doce assada

Sugestões de culinária Taro

  • O taro deve ser cozido e servido quente. À medida que o taro esfria após o cozimento, torna-se denso, ceroso e difícil de comer. O taro que é fervido e amassado torna-se uma goma.
  • Ferva o taro como faria com uma batata – descascada e cortada em pedaços, fervida por 15-20 minutos ou até ficar macia.
  • Asse o taro depois de fervê-lo. Asse por 10 minutos a 400ºF (204ºC). O taro torrado terá uma textura leve, seca, em borracha e um sabor doce.
  • Frite ou frite o taro em fatias finas e sirva com um molho. O taro pode ser fatiado em chips ou tiras e frito ou frito. Pode ser ralado e utilizado para fazer crepes e panquecas. Pode ser em cubos, cozido no vapor e servido com arroz.
  • Os cozinheiros chineses fazem uma “cesta” de taro picado e frito, que é usado para guardar vegetais e frutos do mar fritos.
  • Refogue ou ensopado de taro em pedaços. O taro usado em sopas e ensopados engrossa e absorve o sabor dos alimentos aos quais é adicionado.
  • O taro pode ser adicionado a pratos oleosos, como barriga de porco fatiada no vapor, para absorver o sabor dos outros ingredientes.
  • O taro assado se torna carnudo, mas seco, por isso é melhor servido com manteiga ou sucos de carne.
  • As folhas de taro podem ser cozidas como espinafre ou usadas para embrulhar outros alimentos para assar. O oxalato de cálcio nas folhas de taro é destruído pelo cozimento. Ferva as folhas de taro em duas mudas de água por cerca de 45 minutos ou até ficarem bem macias.

Como ferver o taro

  1. Ferva em água levemente salgada até ficar macio, ou seja, até que uma faca afiada possa furar o tubérculo com pouca resistência.
  2. Escorra a água e coloque o taro em uma peneira para secar. O taro continuará a cozinhar um pouco depois de sair da água fervente.
  3. O taro cozido pode permanecer em temperatura ambiente por quase uma hora antes que o sabor e a textura comecem a se deteriorar.
Taro Frito com Feijão Preto

Como fazer pan-fritar o taro

  1. Para o taro frito, use tubérculos parcialmente cozidos (parcialmente cozidos), descascados ou com casca.
  2. Corte em fatias entre ¼ e ½ polegada de espessura.
  3. Aqueça 2 colheres de sopa de óleo vegetal em uma frigideira grande em fogo médio. 
  4. Adicione taro. Cozinhe em lotes, se necessário.
  5. Ajuste o fogo para que as fatias gritem, mas não fumem.
  6. Adicione aromas como sal e pimenta.
  7. Vire com uma espátula até dourar e ficar macio.
Consulte Mais informação  Nantes Carrots

Como assar o taro

  1. Pré-aqueça o forno a 450 graus F.
  2. Espalhe o taro em uma assadeira ou assadeira. Regue o taro com azeite ou gordura e mexa bem. O taro deve ser uniformemente revestido e a frigideira deve ter uma superfície leve e uniforme.
  3. Tempere com sal, ervas secas ou especiarias.
  4. Asse por 20 a 30 minutos, até que os fundos estejam dourados e uma espátula deslize suavemente sob eles.
  5. Vire e continue assando até ficar pronto por cerca de 20 a 30 minutos.

Como Assar Taro

  1. Pré-aqueça o forno a 450 graus F.
  2. Esfregue o óleo vegetal de taro; polvilhe com sal. Fure o tubérculo com os dentes de um garfo.
  3. Coloque o taro em uma assadeira ou coloque-o diretamente na grade do forno.
  4. Asse por 45 a 60 minutos (dependendo do tamanho); vire uma vez na metade.
  5. Asse, até que o tubérculo possa ser furado com uma faca inserida na polpa, não encontre resistência. A temperatura interna deve ser de cerca de 210 graus F.

Parceiros de sabores Taro

  • Taro tem uma afinidade de sabor com amêndoas, tampas, leite de coco, gengibre, azeitonas verdes, pimenta malagueta, limão, nozes, cebola e queso blanco.

Nutrição Taro

  • O taro é rico em potássio e contém magnésio, fósforo e ferro.
  • As folhas de taro são ricas em beta-caroteno e cálcio e contêm vitamina C. O taro é uma boa fonte de fibra com baixo teor de sódio.
  • Meia xícara de taro contém 100 calorias.
Planta de taro

Conheça o Taro

  • A planta do taro pode crescer até 1,8 m de altura e tem folhas muito grandes. Taro está relacionado e se parece um pouco com um filodendro. O tubérculo do taro é comumente oblongo, mas também pode ser oval e gordo, semelhante ao aipo-rábano.
  • Taro é frequentemente referido como a “batata dos trópicos”. É um vegetal básico importante na culinária do Vietnã, Camboja, Laos e grande parte da Ásia, em todas as ilhas do Pacífico, Caribe, África do Norte e partes da América Central e do Sul.
  • A carne do taro maior e do eddo é branca ou de cor creme com manchas rosa-roxas.
  • Existem duas formas de taro. O primeiro é o rizoma ou tubérculo do taro que tem o tamanho aproximado de uma batata-doce, em forma de barril, com uma casca marrom e desgrenhada com anéis distintos. O taro pode pesar de ½ a 2 libras (227-908 gramas) e tem um sabor doce e de nozes e uma textura seca. É melhor fervido, frito, frito ou adicionado em pedaços a ensopados e sopas.
  • O segundo é um cormo menor ou cormo que se fixa lateralmente ao cormo maior. Este cormel, que pode brotar um botão rosado na ponta e tem o tamanho de uma batata pequena, é preferido pelos chineses e japoneses e é chamado de eddo. Eddo pesa de 2 a 6 onças (57-170 gramas), é úmido e de textura lisa. É melhor cozido no vapor ou fervido inteiro.
  • O taro é nativo do sudeste da Ásia ou da Índia e é cultivado há pelo menos 7.000 anos. Alguns cientistas acreditam que os nativos da Nova Guiné estavam colhendo taro há 30.000 anos.
  • O cultivo do taro se espalhou do sudeste da Ásia para o leste, na China e no Japão, e para o oeste, no Mediterrâneo e em grande parte da África. Comerciantes de escravos exportavam taro para o Novo Mundo, onde se tornou uma safra importante nas Índias Ocidentais, na América Central e do Sul e no sul dos Estados Unidos.
  • A palavra eddo é derivada da palavra da África Ocidental para taro e dasheen é um nome crioulo adaptado do francês de Chine – que (erroneamente para taro) significa chinês.
  • Existem mais de 200 variedades de taro, nem todas são cultivadas. A palavra taro é às vezes usada para abranger um grupo diverso de tubérculos tropicais comestíveis que no passado eram difíceis de classificar.
  • A variedade de taro comido no Japão é pequena e redonda. A palavra japonesa para taro é satoimo. Diversas variedades de taro – grandes e pequenas – são encontradas nas ilhas do Pacífico. O poi alimentar havaiano é feito de taro cozido no vapor, purê e fermentado, e a palavra havaiana lu’au refere-se às copas das folhas jovens de taro cozidas em leite de coco.
  • O Taro cresce rapidamente em climas tropicais e pode produzir três pequenas ou duas grandes safras por ano nas condições certas.
Consulte Mais informação  Oito maneiras de cozinhar nabos

O nome botânico do taro é Colocasia esculenta .

  • Leave Comments